Quantos painéis preciso para abastecer minha residência?

Infelizmente não há uma resposta padrão, pois depende de uma série de variáveis e até mesmo do tamanho dos painéis escolhidos. Além disso, não é necessário produzir toda a energia consumida. Ex: uma residência com consumo de 500 kWh/mês utilizará cerca de 15 a 20 painéis de 235 Wp em uma cidade média brasileira para abastecer 100% de sua necessidade.

Quanto custa a energia solar?

O custo de um sistema de energia solar varia com a potência e as condições de instalação. O equipamento utilizado pela Energy3 é de alta qualidade, com garantias internacionais e de marcas muito famosas no mundo. Dependendo da empresa que realizar o orçamento, os custos podem ser menores, devido à equipamentos de outra procedência, que podem ser de menor qualidade.

Como funciona o sistema de energia solar fotovoltaica conectada à rede?

Os módulos convertem energia do sol em energia elétrica de corrente contínua (CC). Essa energia passa pelo inversor, equipamento que converte energia CC para corrente alternada (CA), que é aquela utilizada nas instalações comuns.

Essa energia CA que sai do inversor é conectada ao quadro geral da instalação e então é consumida pelos equipamentos da instalação.

Quando o consumo é menor do que está sendo gerado pelos painéis, a energia é injetada na rede da concessionária de energia, e é contabilizada pelo medidor de energia da instalação.

Ao final do mês, é registrado o quanto de energia foi consumido pela rede da concessionária e o quanto foi injetado na rede da concessionária. Assim, é feita a compensação em créditos de energia. Por exemplo, se foi consumido 400 kWh e gerado 270 kWh, é pago apenas 130 kWh.

Como eu faço para instalar energia solar?

O sistema de energia solar fotovoltaica necessita de uma área de, aproximadamente, 7 m²/kWp instalados. A instalação pode ser realizada no telhado de uma instalação ou no chão, dependendo da disponibilidade de área. Além dos painéis, é feita a instalação dos equipamentos de proteção e inversor(es) em área interna.

A equipe da Energy3 instala o sistema depois de realizado o projeto adequado.

Depois de instalado o sistema, posso liga-lo à rede no mesmo dia?

Não. Depois da instalação, deve ser solicitada vistoria à concessionária de energia. Depois que a concessionária vistoriar e aprovar o sistema, é necessário solicitar a conexão do mesmo à rede elétrica. Então, funcionários da distribuidora virão até sua instalação e realizarão a troca do medidor de energia para um que possa contabilizar o quanto está sendo consumido e gerado para que seja feita a compensação.

Qual é o tamanho (potência) do sistema que eu preciso para produzir energia solar para a minha casa ou empresa?

Esse dimensionamento é feito pela equipe da Energy3, considerando o consumo e a localização (irradiação) do cliente.

Em geral, é instalada uma potência que consiga abater de 80% a 90% do consumo do cliente para que ele possa gerar créditos que possam ser utilizados pelo cliente e gerar economia efetiva.

Eu posso ligar somente o meu ar-condicionado ou geladeira com energia solar?

O sistema é conectado no quadro geral da instalação. Desta forma, a energia que os painéis produzem é usada em toda a edificação (para tudo o que estiver conectado na tomada).

Como o sistema de energia solar funciona à noite?

O sistema não gera energia durante a noite. A produção feita durante o dia, se gerar mais do que está consumindo, vai para a rede da distribuidora e vira créditos de energia que serão usados para abater o consumo da noite.

Eu consigo “zerar” a minha conta de luz com um sistema de energia solar fotovoltaica conectado na rede?

Não, as concessionárias cobram um mínimo para estar conectado na rede e além disso tem a taxa de iluminação pública que é cobrado na conta também.

 

De acordo com a Resolução Normativa N°414, de 09 de Setembro de 2010, artigo 98 as distribuidoras podem lhe cobrar o custo de disponibilidade de acordo com o abaixo:

– 30 kWh para quem tem conexão monofásica (2 Condutores)
– 50 kWh para quem tem conexão bifásica (3 condutores)
– 100 kWh para quem tem conexão trifásica (4 condutores)

Se até o fim do mês eu produzir mais energia do que eu consumi eu posso vender este excedente para a distribuidora?

Não, de acordo com a Resolução 482/12, da Aneel, se você produzir mais energia do que consumiu esta energia excedente se armazena em forma de créditos e o consumidor tem até 60 meses para utilizar esse excedente. Dessa forma, não é possível converter os créditos de kWh em dinheiro.

Se acabar a luz da rua o meu sistema de energia solar continua funcionando?

Não. Se o seu sistema estiver conectado na rede elétrica da distribuidora o inversor fotovoltaico irá desligar e isolar o seu sistema fotovoltaico por uma questão de segurança. Isso acontece devido a proteção anti-ilhamento que é obrigatório para os inversores. Caso contrário, se algum funcionário da concessionária fosse fazer manutenção na rede, ela continuaria energizada com eletricidade fornecida pelo sistema de energia solar.

Sim. Se você tiver um sistema de energia solar com backup de baterias, ou seja, você tem um sistema fotovoltaico conectado à rede e possui um grande “no-break” com baterias na sua casa ou empresa (esta é uma solução com um custo bem alto).

Quantos anos dura um sistema de energia solar fotovoltaica?

O sistema como um todo, se bem cuidado e composto por equipamentos de qualidade, deve durar 25 anos ou mais.

Após os 25 anos do sistema FV o que acontece? Ele perde totalmente a utilidade ou continuará funcionando com uma eficiência mais baixa?

Após os 25 anos ele continua funcionando. Provavelmente produzindo 20% menos energia do que no primeiro dia que você comprou (a vida útil dos painéis pode chegar a 50 anos se for bem feito). Eles têm uma degradação natural onde eles perdem, em média, 0,7% de sua eficiência por ano. A garantia padrão dos bons fabricantes é de uma perda máxima de 20% em 25 anos.

A Manutenção do sistema de energia solar é cara?

Não, pelo contrário, muito barata. Basta passar um pano nas suas placas se elas ficarem muito sujas.

Qual a manutenção necessária após a instalação do sistema? Qual o custo disso? Quem faz?

A manutenção anual limita-se a uma limpeza das placas (quando for necessário) com água. Como se você estivesse limpando um vidro de sujeira no seu telhado. Se chover a chuva fará este trabalho para você, caso fique muito tempo sem chuva (mais de 6 meses) e você observar que a placa está realmente suja, então o ideal é passar um pano nos painéis.

Os painéis FV resistem ao peso de um homem?

Sim. Mas você não deve subir em cima da sua placa, pois se você trincar as células e não perceber, isso vai causar perda de eficiência do seu sistema.

E se chover granizo? Os painéis solares são resistentes ao granizo?

Sim. A certificação internacional IEC 61215 é dada somente aos módulos que resistem os testes com granizo. É possível encontrar vídeos desses testes na internet. O fabricante de módulos utilizados pela Energy3 possui essa certificação.

Em quanto tempo o meu investimento se paga?

Entre 4 e 9 anos, de acordo com a região e com o local que o sistema será instalado. Com estes constantes aumentos na sua conta de luz muito provavelmente o seu investimento se pagará em ainda menos tempo.

Quantos dias são necessários para montar o sistema FV na minha casa?

Normalmente, a equipe da Energy3 realiza as instalações residenciais entre 1 e 2 dias. Em sistemas maiores são necessários mais dias. Também deve ser considerado se não existem dificuldades para acessar o telhado da residência.

Meu telhado tem 30 graus de inclinação, os módulos irão acompanhar essa inclinação ou será montada uma estrutura com a inclinação igual a latitude do local?

Vai acompanhar o caimento do seu telhado. Normalmente montar uma estrutura específica para inclinar os painéis no ângulo perfeito é mais caro do que o benefício da geração de energia que é obtida. Ou seja, não compensa na sua situação inclinar os painéis a 22 graus.

No caso da inutilidade como é feito o descarte? De quem é a responsabilidade?

Os painéis são feitos principalmente de vidro, alumínio e silício purificado (também tem prata e plástico). Todos esses materiais são recicláveis. Obs: Além de reciclável os 3 principais componentes tem um belo valor.

Posso instalar energia solar no meu apartamento (prédio)?

Somente se você for o dono da cobertura ou o condomínio tiver uma área grande o suficiente no topo do prédio para instalar as placas para uso comum. Painéis instalados em fachadas de prédios são somente usados em projetos específicos de arquitetura e custam caro (além do preço existe a questão de regras do condomínio, você não pode fazer nada que altere a fachada do prédio).

Eu posso instalar um sistema de energia solar com baterias e dar adeus a distribuidora?

Pode, mas esse tipo de sistema é chamado sistema solar isolado. Possui custos bem mais altos que o sistema conectado à rede, especialmente de componentes (são necessários controladores e baterias), manutenção (as baterias precisam de cuidados constantes e manutenção ocasional) e projeto, uma vez que se for mal dimensionado é possível ficar sem energia.

Como é feita a conexão do meu sistema com a rede elétrica?

Não se preocupe com isso! A Energy3 possui equipe de instalação capacitada para realizar todas as etapas necessárias, desde a instalação dos painéis até a conexão com o quadro de distribuição da instalação. A partir desse ponto, a conexão é comum à normal e se torna necessária apenas a troca do medidor.